A República do Iemen é um dos 59 países do mundo que mantem a pena de morte, a qual se aplica tanto para crimes violentos, como para crimes comuns como o estelionato e o adultério. As formas de aplicação da pena capital vão desde o pelotão de fuzilamento, até a decapitação. Yahya Hussein al-Raghwah, era um barbeiro da cidade de Saná, e foi execultado semana passada, condenado a morte por um tribunal que o culpou de violar e assassinar em dezembro de 2008 a um menino de 11 anos, Hamdi al-Kabas, que foi ao seu estabelecimento para cortar o cabelo. O garoto foi esquartejado e depois teve seus restos mortais jogados no lixo na saída da cidade.

Execução

Execução (1)

Execução (2)

Execução (3)

Execução (4)

Execução (5)

Execução (6)

Anúncios